Prefeitura de Maceió amplia programa Amanhecer para mais de 20 mil alunos do Ensino Fundamental

id5

29 de abril de 2022

A vida das famílias com filhos matriculados nas escolas municipais tem sido transformada desde que a Prefeitura de Maceió ampliou para 20 mil estudantes a quantidade de alunos do Ensino Fundamental que tomam café da manhã nas unidades de ensino do Município. Implantado no segundo semestre de 2021, o programa Amanhecer atende crianças e adolescentes de 7 a 14 anos, dos quais mais de 70% pertencem a famílias de baixa renda. Antes, o programa atendia apenas as crianças da Educação Infantil.

Uma das famílias beneficiadas é a da dona de casa Charlyanna Messias, 25 anos. Ela é mãe de quatro crianças e todas estão matriculadas na rede municipal de ensino de Maceió. Ana Clara e Brenda, de 7 e 6 anos, respectivamente, estudam na Escola Municipal Jarede Viana, no Clima Bom. Já o Alexandro, 10 anos, e Gabriela, de 9, estão na Escola Municipal Zumbi dos Palmares, no Conjunto Rosane Collor.

Desempregada, a mãe se emociona ao falar sobre a importância dos filhos terem segurança alimentar dentro da escola. “Não é sempre que eu tenho dois ou três reais para comprar pão pra eles. E agora esse café da manhã é um alívio pra mim, porque eu sei que elas vão se alimentar”, revelou Charlyanna.

A mãe ainda falou sobre a mudança de comportamento das crianças que estão se alimentando bem graças ao Programa Amanhecer. “Elas ficam alegres quando chegam em casa, falando o que comeu na escola. Então, pra mim é um alívio porque nem sempre tenho dinheiro pra comprar algo pra eles comerem”, disse.

As pequenas Brenda e Ana Clara aprovaram o desjejum oferecido na escola Jarede Viana e ainda revelaram qual o alimento preferido. “Eu gosto de banana e me sinto mais forte pra estudar”, disse Brenda. Já Ana Clara afirmou que ama se alimentar na escola. “Eu gosto de comer tudo, principalmente macaxeira”, revelou.

O objetivo do programa Amanhecer é oferecer uma alimentação balanceada e nutritiva a todos os estudantes da rede, antes disponível apenas para as crianças da Educação Infantil.

A diretora da Escola Jarede Viana, Roxana Araújo, revela a mudança no desempenho dos alunos após a implementação do desjejum. “A grande diferença é em relação à participação dos estudantes, que agora estão mais ativos. Porque se uma criança está alimentada, ela participa e desenvolve melhor suas atividades. E o desenvolvimento delas só tende a melhorar”, disse.

A ampliação da oferta de uma alimentação nutritiva também minimiza os impactos da insegurança alimentar das crianças que pertencem a famílias que vivem em situação de vulnerabilidade social, assim como para a família de Charlyanna. É o que destaca a diretora Roxana.

“O café da manhã é muito importante na vida de um aluno da rede pública de Maceió. Todo mundo que trabalha na rede municipal de ensino sabe que a maioria desses alunos chega às escolas não alimentados. E é aqui onde eles fazem as únicas refeições dos dias.”, salientou.

Matérias relacionadas...