OAB pede que Estado crie núcleo especializado em Espectro Autista no Hospital da Criança

id5

29 de abril de 2022

A Ordem dos Advogados do Brasil em Alagoas (OAB/AL) solicitou, nesta sexta-feira (1), que a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) implante um Núcleo de Diagnóstico e Intervenção Precoce do Transtorno do Espectro Autista no Hospital da Criança, inaugurado nesta manhã em Maceió. O presidente da OAB/AL, Vagner Paes, entregou diretamente ao secretário Alexandre Ayres o pedido de criação do Núcleo, durante a solenidade de entrega no novo hospital estadual.

Na proposta, assinada também pela presidente da Comissão de Defesa dos Direitos das Pessoas com Deficiência, Taciana Nunes de França Andrade, a Ordem pede que a Sesau destine quatro salas do Hospital da Criança para que o núcleo de atendimento multidisplinar possa ser implementado no estado. O secretário da Saúde, Alexandre Ayres, afirmou que o pleito será atendido pelo Governo do Estado.

A ideia é que o centro conte com neuropediatra e psiquiatra infantis, psicólogo, neuropsicólogo, terapeuta ocupacional, fisioterapeuta, fonoaudiólogo, psicopedagogo e nutricionista funcional, contribuindo com a inclusão social e funcional de pessoas com Transtorno do Espectro Autista (TEA).

“Prestigiamos a inauguração do Hospital da Criança e aproveitamos para entregar ao secretário Alexandre Ayres um pleito da advocacia e, sobretudo, das pessoas que estão no espectro autista, para que o hospital possa contar com um núcleo especializado”, destacou o presidente Vagner Paes, durante a solenidade de inauguração.

Com o ofício em mãos, o secretário Alexandre Ayres parabenizou a iniciativa da OAB Alagoas e destacou que a Secretaria de Estado da Saúde está preparando um projeto voltado para atender pessoas que estão dentro do espectro autista. “O Governo de Alagoas prioriza o atendimento e os cuidados com crianças dentro do espectro autista e assumimos o compromisso de instalar no Hospital da Criança um núcleo para acompanhamento do espectro autista”, concluiu.

O diretor do Hospital da Criança, João Lourival, também se comprometeu em atuar para a concretização do centro de referência. “Esse é um desejo nosso. Esse vazio não vai existir mais. É um compromisso nosso. A pediatria entende essa lacuna, é muito sensível à causa e vai brigar por essas melhorias”, ressaltou.

 

Matérias relacionadas...