Mãe, padrasto e tio de Rhaniel são julgados pela morte do menino nesta sexta-feira

Rebecca Loureiro

2 de dezembro de 2022

A mãe, o padrasto e o irmão do padrasto do menino Rhaniel Pedro, 10 anos, encontrado morto em uma calçada no bairro do Clima Bom, vão a júri popular nesta sexta-feira (2). O julgamento será conduzido pelo juiz José Braga Neto e ocorre no Fórum da Capital, no Barro Duro, parte alta de Maceió.

O júri estava marcado para o dia 16 de novembro, mas o promotor do caso, Tácito Yuri foi diagnosticado com Covid. O defensor público designado para o caso, Arhur Loureiro, também estava com a doença. O juiz entendeu que não havia tempo hábil para passar o caso para outro promotor.

Rhaniel Pedro Laurentino da Silva, de 10 anos, foi achado morto em uma calçada no bairro em que morava. À época, a versão apresentada pela família à polícia foi de que ele tinha desaparecido um dia antes, ao sair de casa para ir ao reforço escolar.

Durante as investigações da morte do menino, a Polícia Civil prendeu o padrasto dele, Vítor Serafim de Oliveira pelo estupro de uma prima de Rhaniel, uma menina de 12 anos.

Meses após a prisão de Vítor de Oliveira, a polícia prendeu a mãe de Rhaniel, Ana Patrícia da Silva Laurentino Lourenço, e o irmão de Vítor, Wagner de Oliveira Serafim, pelo assassinato do menino.

Os três acusados foram indiciados por homicídio triplamente qualificado, ocultação de cadáver e estupro de vulnerável. Eles negam os crimes.

Matérias relacionadas...