Júri popular dos acusados de matar Rhaniel Pedro é adiado novamente

Rebecca Loureiro

2 de dezembro de 2022

O júri popular dos acusados de matar o menino Rhaniel Pedro, de 10 anos, no bairro do Clima Bom, em Maceió, foi remarcado para o dia 12 de dezembro. O julgamento aconteceria nesta sexta-feira (2), mas foi adiado porque um dos advogados de dois réus, o padrasto e o tio da vítima, testou positivo para Covid e não poderia participar.

A defesa de Vítor de Oliveira (padrasto) e Wagner de Oliveira (tio) alegou que os réus queriam a presença de dois advogados no julgamento e não apenas de um, já que o outro estava de licença médica. Também é ré no processo a mãe de Rhaniel, Ana Patrícia da Silva Laurentino Lourenço.

Além do juiz, o desembargador também julgou um mandado de segurança e determinou o adiamento do júri.

Essa é a segunda vez que o júri é adiado. A primeira data prevista era o dia 16 de novembro, mas o promotor do caso, Tácito Yuri estava com Covid e o outro defensor público designado para o caso, Arhur Loureiro, também. O juiz entendeu que não havia tempo hábil para passar o caso para outro promotor. O júri foi remarcado para esta sexta, mas foi novamente adiado.

Matérias relacionadas...