Homem é condenado a mais de 37 anos de prisão por matar mulher a tiros no São Jorge, em Maceió

Rebecca Loureiro

27 de outubro de 2022

Nesta última terça-feira (25), a Justiça condenou o cabo da Polícia Militar, Ivan Augusto dos Santos Junior, acusado de matar a tiros a esposa, Expedita da Silva. O crime aconteceu 2018, dentro do apartamento em que o casal morava, no bairro do São Jorge, em Maceió. A filha mais nova, que na época tinha 13 anos, presenciou a cena.

Ivan foi preso dois dias depois do crime e confessou a autoria do assassinato, motivado depois de uma discussão com a vítima.

Como o assassino já estava preso desde que cometeu o crime, ele segue preso para cumprir o restante da pena em regime fechado.

O júri foi presidido pelo juiz Geraldo Amorim. Ivan foi acusado de feminicídio duplamente qualificado. A condenação foi de 37 anos e seis meses de prisão, em regime fechado, além do pagamento indenizatório de R$ 286.200,00 à família.

Matérias relacionadas...