Governador de Alagoas, Paulo Dantas, é alvo de operação da Polícia Federal e é afastado do cargo pelo STJ

Rebecca Loureiro

11 de outubro de 2022

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) determinou o afastamento do governador de Alagoas, Paulo Dantas (MDB), do cargo. Ele é alvo de uma operação da Polícia Federal (PF) que apura um suposto esquema de rachadinha na Assembleia Legislativa do estado.

A operação, que recebeu o nome de Edema, investiga supostos desvios de recursos públicos, no qual o governador estaria envolvido desde 2019. A PF cumpre 31 mandados de busca e apreensão, entre os endereços estão a Assembleia Legislativa e a sede do governo.

A polícia relatou que foram apreendidos R$ 100 mil em espécie na casa de Paulo Dantas; R$ 14 mil com ele em um hotel em São Paulo e R$ 150 mil na casa de um cunhado, que também está sendo investigado. A Justiça, além das buscas, determinou o sequestro de bens e valores dos envolvidos. A soma chega a R$ 54 milhões.

Os nomes dos outros indivíduos não foram divulgados, eles são suspeitos de organização criminosa, peculato e lavagem de dinheiro. A apuração corre em sigilo.

O STJ, em sua decisão, afastou Dantas do cargo por 180 dias e decretou que ele e os envolvidos não mantenham contato e não frequentem os órgãos públicos relacionados à investigação. Paulo Dantas está em um hotel em São Paulo, onde é centro de buscas pessoais. Os agentes da PF têm ordem de vasculhar a bagagem do governador e recolher seu telefone.

Por: Rebecca Loureiro

Matérias relacionadas...